Congonhas, MG: conheça a cultura e atrações dessa cidade mineira

04 maio 2022 • 9 minutos de leitura por danielcosenza

Cidade dos profetas do Mestre Aleijadinho, Congonhas, MG, é uma excelente opção de passeio bate-volta a partir de Belo Horizonte e ainda pode ser facilmente incluída em roteiros pelas cidades históricas mineiras.

Uma das paradas da Estrada Real, a cidade abriga verdadeiros tesouros do barroco colonial brasileiro, é o endereço de excelentes restaurantes e pode render um dia divertido de passeio!

Neste artigo, você encontra todas as dicas que precisa para planejar seu dia na cidade e informações básicas para complementar seu roteiro, como melhor época para visitar, como chegar, o que ver e muito mais. Veja só!

Congonhas, MG: o que fazer na cidade?

Assim como as vizinhas Ouro Preto e Mariana, Congonhas, Minas Gerais, nasceu e prosperou no auge do ciclo do ouro no Sudeste do Brasil.

A cidade foi um movimentado centro urbano durante o período colonial e, com isso, acabou recebendo grandes aportes financeiros dos poderosos da época. 

Esse dinheiro acabou traduzido em obras de arte de valor inestimável, como belas igrejas repletas de ouro e os famosos 12 Profetas de Aleijadinho, esculturas em pedra-sabão consideradas obras-primas do barroco brasileiro.

Como as principais atrações ficam concentradas em um centro histórico compacto e menos íngreme que o de Ouro Preto, é possível conhecer praticamente tudo em um único dia de passeio.

Os mais animados podem, ainda, estender sua visita a cachoeiras nos arredores da cidade, museus, igrejas e muitas outras atrações. Confira!

Em que lugar fica Congonhas?

Em que lugar fica Congonhas?
Fonte: Pixabay

No mapa de Minas Gerais, Congonhas fica no meio do caminho entre Belo Horizonte e Ouro Preto, distantes 80 km e 55 km, respectivamente.

A cidade também está perto de outros destinos históricos que merecem a sua visita, como Tiradentes (116 km) e São João del Rei (110 km), bem como cidades privilegiadas pela natureza, como Moeda (55 km) e Itabirito (77 km).

Se você está se perguntando qual a região de Congonhas, MG, é a mesma em que está localizada a capital mineira, BH: a região Central de Minas.

Onde fica Congonhas, MG, no mapa?

A localização estratégica da cidade permite que Congonhas seja incluída em diferentes roteiros por Minas Gerais, seja em busca de cachoeiras ou riquezas históricas.

O melhor de tudo é que a distância é curta o suficiente para bate-voltas agradáveis a partir de Belo Horizonte.

Confira em que lugar fica Congonhas no mapa de Minas!

Como chegar em Congonhas?

Como chegar em Congonhas?
Fonte: Unsplash

Se você está saindo de outros estados, o melhor caminho é voar até o Aeroporto Internacional de Confins, que atende Belo Horizonte, e concluir sua viagem por terra.

Você pode encontrar passagens aéreas mais baratas para Minas Gerais no buscador Passagens Promo, que disponibiliza ferramentas gratuitas para turbinar sua pesquisa, como alerta de preços que não te deixa perder nenhuma promoção.

Depois de desembarcar na capital mineira, você precisará encarar 1h30 de viagem até chegar à cidade dos profetas: basta pegar a BR-356 próximo à saída para Nova Lima e, depois, seguir pela BR-040 até o destino final.

O trecho da BR-040 que leva até Congonhas é privatizado e está em boas condições de rodagem. Além disso, o caminho é pouco sinuoso e bastante seguro, embora o trânsito de caminhões pesados seja comum.

Quem está saindo de Ouro Preto deve pegar a MG-129, passar por Lavras Novas e Ouro Branco por pista simples, em meio às curvas das montanhas de Minas.

Compre passagens aéreas a preços promocionais neste link!

Quando ir a Congonhas, MG?

Um dos fatores que favorece o turismo em Congonhas, MG, é o clima agradável da cidade, que pode ser visitada em qualquer época do ano.

No entanto, se você deseja reduzir as probabilidades de enfrentar chuva durante seus passeios, recomenda-se que não viaje entre os meses de outubro e março, período chuvoso na região.

O clima não deve interferir na sua experiência em Congonhas, e o calendário de festas da cidade pode te ajudar a escolher quando visitar o destino.

O Jubileu do Senhor Bom Jesus de Matosinhos de Congonhas, por exemplo, reúne milhares de romeiros entre os dias 7 e 14 de setembro.

Na Semana Santa, por sua vez, as apresentações cênicas que representam a paixão e morte de Cristo emocionam os fiéis que visitam a cidade.

Os eventos populares também têm vez no Festival de Cultura de Congonhas, em julho, e no Festival da Quitanda e Ladeira Cultural, em maio.

A lista de festas é extensa e inclui, ainda, a celebração de São Sebastião, em janeiro, festas juninas e Festival de Inverno, entre junho e julho, Festa de Nossa Senhora do Rosário, em outubro, e muito mais!

Congonhas, MG: hotéis e pousadas em promoção!

Congonhas, MG: hotéis e pousadas em promoção!
Fonte: Hotel Circuitos dos Inconfidentes

Você pode conhecer as riquezas da cidade de Congonhas sem pesar no bolso: é só reservar sua pousada ou hotel em nosso buscador, ElQuarto.

Dessa forma, você poderá curtir uma genuína experiência mineira, conhecendo um pouco mais sobre a hospitalidade dessa apaixonante cidade histórica.

No ElQuarto, o viajante consegue comparar preços, reservar quartos e até pagar suas diárias online, com total comodidade e segurança.

Faça uma simulação gratuita para descobrir que conhecer as belezas e as heranças históricas de Minas pode sair muito mais barato do que você pensa!

Cote seu seguro de viagem com 15% de desconto aqui!

O que fazer em Congonhas, MG, em um dia?

Com um pouco de organização, um dia pode ser o suficiente para conhecer as principais atrações congonhenses, especialmente se você focar seu roteiro no centro histórico da cidade.

É nessa região que ficam as principais atrações, como o Santuário de Bom Jesus de Matosinhos, o Museu de Congonhas e muitas igrejas do período colonial.

Confira o que fazer em Congonhas, MG!

Santuário Bom Jesus de Matosinhos

É inegável que a maior atração de Congonhas, MG, é o Santuário Bom Jesus de Matosinhos, situado na principal praça da cidade, a Praça do Santuário.

Ao chegar, o visitante se depara com uma extensa escadaria que leva até o santuário propriamente dito, e é justamente ali que estão as obras de Aleijadinho que encantaram o mundo.

Ao longo da escadaria, você verá 12 estátuas de pedra-sabão em tamanho real que representam os 12 profetas.

As peças de Aleijadinho, produzidas entre 1794 e 1804, são consideradas obras-primas do barroco e foram tombadas como Patrimônio Cultural Mundial da Unesco em 1985.

No alto da escadaria está o acesso ao santuário, cuja entrada é gratuita

Em seu interior, pinturas do Mestre Ataíde enriquecem o ambiente, bem como esculturas sacras e a Sala dos Milagres, com itens doados por fiéis em agradecimento pelas graças recebidas.

No mesmo complexo você também encontrará seis capelas que representam a Paixão de Cristo, enfeitadas com 64 esculturas em tamanho real produzidas por Mestre Ataíde, um dos grandes nomes do barroco mineiro.

Romaria

Romaria
Fonte: Mtur Destinos / Flickr / CC0

A próxima parada do roteiro Congonhas leva até o edifício da Romaria, que oferecia abrigo aos peregrinos pobres que visitavam a cidade no Jubileu do Senhor Bom Jesus de Matosinhos.

O espaço não pertence mais à Igreja Católica: foi vendido a um hotel e posteriormente adquirido pela Prefeitura de Congonhas, que restaurou a construção e transformou a estrutura em museu.

Hoje, a Romaria é um espaço dedicado à preservação da história, cultura e lazer da cidade, além de oferecer uma boa ideia de como eram as construções coloniais mineiras.

Museu de Congonhas

Bem mais recente em comparação às demais atrações da cidade, o Museu de Congonhas foi inaugurado apenas em 2015, no centro histórico.

A estrutura moderna do local abriga um riquíssimo acervo com obras de Aleijadinho, peças sacras e outros objetos que contam a história de Minas.

O Museu de Congonhas funciona às terças, quintas, sábados e domingos, das 9h às 17h, com ingressos a R$ 10 (em janeiro/2022). Aos domingos, a entrada é franca e o horário de funcionamento é das 13h às 21h.

Museu da Imagem e Memória

Fica na famosa rua da Ladeira, uma das mais importantes do centro histórico, o Museu da Imagem e Memória de Congonhas.

O museu está instalado em um antigo casarão do século XVIII, conhecido como Casarão dos Fonseca, e permite uma viagem ao passado congonhense por meio da exposição de móveis, itens de decoração e objetos antigos relacionados à história da cidade.

Os visitantes podem, ainda, conhecer documentos antigos, objetos religiosos e fotografias com mais de um século de história!

O Museu da Imagem e Memória de Congonhas tem entrada gratuita e abre as portas de terça a domingo, das 9h às 17h.

Igreja de São José

Igreja de São José
Fonte: Paulo Jc Nogueira / Wikimedia Commons / CC BY-SA 3.0

Nenhum passeio pelas cidades históricas mineiras está completo sem uma visita a uma igreja antiga, certo? É por isso que, em Congonhas, MG, você não pode deixar de visitar a Igreja de São José.

A construção do século XIX só foi concluída em meados do século XX e mistura diferentes estilos arquitetônicos, como barroco e neoclássico.

A igreja chama a atenção por suas torres inusitadas, em formato arredondado, bem diferentes das torres das demais igrejas locais.

A Igreja de São José pode ser visitada diariamente, das 8h às 18h, e a entrada é franca.

Igreja Nossa Senhora da Conceição

A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição é uma das mais bonitas de Congonhas, inaugurada em 1734 e com fachada assinada por Aleijadinho.

O templo abriga uma das maiores naves principais de igreja em Minas Gerais, além de representar diferentes períodos da história mineira em seus distintos estilos arquitetônicos, como barroco e jesuítico.

Igreja do Rosário

A Igreja do Rosário não chama tanto a atenção quanto as vizinhas Igreja de São José e Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, mas não se deixe enganar por suas dimensões modestas.

A igreja tem grande importância histórica por ter sido a primeira igreja de Congonhas!

O templo é pequenino e tem fachada simples: tudo foi construído no começo do século XVII pelos escravos dos primeiros mineradores que chegaram à região. 

Os nomes de três deles, inclusive, estão gravados no interior da igreja: João, Maurício e Januário.

Beco dos Canudos

Beco dos Canudos
Fonte: Mtur Destinos / Flickr / CC0

Bem ao lado do Santuário de Bom Jesus de Matosinhos fica o Beco dos Canudos, uma via de trânsito exclusivo de pedestres que abriga várias lojas de artesanato.

As construções da rua são simples, mas bastante fotogênicas, além de oferecerem uma boa oportunidade de adquirir itens de decoração e souvenires de seu passeio pela cidade.

Fica também no Beco dos Canudos a Rádio de Congonhas, citada em uma das principais exposições do Museu da Imagem e Memória.

Parque Ecológico da Cachoeira

Que tal aproveitar seu passeio para conhecer algumas cachoeiras em Congonhas, Minas Gerais? A cidade é rodeada por várias quedas d’água que oferecem refresco nos dias mais quentes.

Uma boa dica é visitar o Parque Ecológico da Cachoeira, a 5 km do centro da cidade, onde você poderá visitar a Cachoeira da Água Limpa e o Horto Florestal.

O parque dispõe de excelente estrutura, com banheiros, restaurante, lanchonete, camping, áreas para churrasco, quadras poliesportivas e piscinas.

Para visitar o Parque Ecológico da Cachoeira, basta pagar ingresso: de terça a sexta, a entrada custa R$ 8; aos sábados, R$ 10; e aos domingos e feriados, R$ 20 (preços em janeiro/2022).

Onde comer em Congonhas, MG?

Uma das melhores coisas que você pode fazer durante seu passeio pela cidade é conhecer a saborosa culinária mineira. Não faltam bons lugares onde comer em Congonhas, MG, a preço justo!

A Praça do Santuário é o principal polo gastronômico da cidade, com destaque para o Casa da Ladeira, que serve comida feita no fogão à lenha sem balança, e o Restaurante Cova do Daniel, famoso pelo chope gelado.

Você também pode saborear pratos generosos em um ambiente tipicamente colonial no Restaurante Malagueta e no Armazém Santa Rita.

Congonhas, MG: cidades próximas para visitar

Muitos viajantes optam por combinar seu roteiro por Congonhas, MG, a outros destinos históricos nas proximidades.

A badalada Ouro Preto, por exemplo, fica a apenas 1h15 de viagem de Congonhas, bem como Mariana (1h30 de viagem) e a romântica Lavras Novas (1h10 de viagem).

Se você estiver disposto a dirigir um pouco mais, é possível chegar a Tiradentes em 2 horas, enquanto São João del Rei fica ainda mais perto, à 1h50 de viagem pela rodovia MGC-383.

Congonhas, MG: hotel pelo melhor preço é no ElQuarto!

Garanta agora mesmo a sua hospedagem em Congonhas, MG, com economia e comodidade: é só fazer sua reserva no ElQuarto!

A plataforma do ElQuarto reúne milhares de acomodações a preços exclusivos, opções com cancelamento gratuito e facilidades de pagamento, como a possibilidade de pagar suas diárias online!

Faça uma simulação agora mesmo para descobrir que conhecer as riquezas históricas de Congonhas pode sair mais barato do que você imagina!

Modal LGPD Usamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar a navegação, você confirma estar de acordo com o uso de cookies.
Para mais informações consulte nossa política de privacidade.