Estocolmo, Suécia: conheça sobre o idioma, local, a moeda e outras informações úteis

03 jul 2022 • 10 minutos de leitura por danielcosenza

Não faltam adjetivos para descrever a charmosa Estocolmo, uma cidade simultaneamente clássica, histórica, moderna e multicultural.

A arquitetura medieval coexiste em plena harmonia com os edifícios contemporâneos, mostrando como a capital sueca valoriza seu passado sem deixar de olhar para o futuro.

Mas não pense que você só vai encontrar prédios por lá: a cidade é repleta de parques, praças e espaços naturais que convidam o visitante a passar longas horas ao ar livre!

Para te ajudar a planejar a melhor viagem possível, montamos um guia completo, com tudo que você precisa saber sobre a cidade! Veja só!

Estocolmo: o que fazer em uma viagem pela capital do país?

Em comparação a destinos badalados, como Paris, Londres, Roma ou Berlim, a milenar Estocolmo, Suécia, parece não estar no radar dos viajantes que visitam a Europa. 

Mas não se engane: estamos falando de uma das cidades mais interessantes do continente europeu!

Carinhosamente conhecida como “Veneza do Norte”, a cidade é formada por 14 ilhas e diversas ilhotas conectadas por canais e pontes belíssimas.

Todos os anos, mais de 1 milhão de visitantes conhecem seus monumentos, museus, igrejas, parques e demais atrativos turísticos, muitos deles com séculos e mais séculos de história.

A lista de museus é impressionante em variedade e qualidade. Afinal, ali você poderá conhecer o Museu do Abba, o Museu da Fotografia, o Museu Nórdico, o Museu do Prêmio Nobel, o Museu da História Sueca e muitos outros!

Se você gosta de edifícios antigos, é praticamente irresistível fazer passeios pela Stadshuset (a Prefeitura), pelo Kungliga Slottet (o Palácio Real), residência oficial do rei da Suécia!

Quer mais? Então confira as dicas que reunimos sobre uma das cidades mais surpreendentes da Europa!

Onde fica Estocolmo na Suécia?

Onde fica Estocolmo na Suécia?
Fonte: Pexels

Capital da Suécia, a cidade de Estocolmo fica na costa sudeste do país, onde o Lago Mälaren encontra as águas geladas do Mar Báltico.

Aliás, água é o que não vai faltar durante a sua visita: mais de 30% do território da cidade é formado por água, o que rende muitas comparações com a romântica Veneza, na Itália.

A localização da cidade é perfeita para quem deseja montar um roteiro pela Escandinávia: Oslo, na Noruega, fica a apenas 530 km de distância, e Helsinque, na Finlândia, está a 485 km da capital sueca.

Você também não deve ter dificuldades para visitar Talín, na Estônia (426 km), e Riga, na Letônia (520 km).

Estocolmo: mapa

Basta olhar a capital da Suécia no mapa para se surpreender com a quantidade de canais e ilhas que formam a “Veneza do Norte”. 

Confira onde fica Estocolmo na Europa!

Passagens para Estocolmo 

O Aeroporto de Arlanda, que fica a 42 km do centro da cidade, é a principal porta de entrada para quem deseja visitar a Suécia. 

O terminal não recebe voos diretos a partir do Brasil, mas opera com voos das principais cidades da Europa.

Do aeroporto à cidade, você pode pegar o trem da linha Arlanda Express, que chega ao centro em apenas 22 minutos, ou o ônibus Flybussarna, que faz a viagem em 40 minutos.

Quem já está viajando pela Escandinávia pode também chegar à cidade de trem a partir de Copenhague, na Dinamarca, Oslo, na Noruega, e diversas outras cidades suecas.

Para adquirir sua passagem para Estocolmo, Suécia, com economia, recomendamos uma visita ao Passagens Promo, que reúne ofertas imbatíveis das principais companhias aéreas do mundo.

Não se esqueça de incluir o seu e-mail no alerta de preços do Passagens Promo para não perder nenhuma promoção para o destino que você procura!

Compre passagens aéreas a preços promocionais neste link!

Quando viajar para Estocolmo?

Quem se dispõe a visitar uma das capitais mais geladas do mundo deve escolher com cuidado a data da sua viagem. Afinal, nos invernos mais rigorosos os termômetros podem despencar para -8ºC!

Além disso, costuma chover com frequência na capital sueca: mesmo nos meses menos úmidos, pode chover por vários dias seguidos!

Por essas e outras, a melhor época para conhecer a cidade é na estação mais quente, de maio a setembro. “Quente”, neste caso, quer dizer que você deverá encontrar temperaturas entre 7ºC e 24ºC.

Isso não quer dizer que você não encontrará o que fazer em Estocolmo no inverno: com um bom agasalho, é possível curtir atrações em espaços fechados (como museus, galerias de arte e palácios) até mesmo nos dias mais frios.

Onde ficar em Estocolmo: hotel em promoção no El Quarto!

Onde ficar em Estocolmo: hotel em promoção no ElQuarto!
Fonte: Hotel

Já imaginou encontrar os melhores hotéis na capital da Suécia a preços exclusivos e condições facilitadas de pagamento em um só lugar? É exatamente isso que você encontra no El Quarto!

Nossa plataforma te ajuda a realizar todo o seu planejamento de hospedagem, desde a comparação dos preços até a reserva de acomodações.

É possível até pagar suas diárias online e em reais, sem incidência de IOF, para garantir ainda mais economia à sua viagem!

Faça uma simulação gratuita para descobrir que visitar um dos melhores destinos da Escandinávia pode caber no seu bolso!

Estocolmo: pontos turísticos

No quesito “o que fazer”, Estocolmo não decepciona seus visitantes. Você poderá conhecer dezenas de museus incríveis, passar o tempo em belas praças, se divertir em parques, visitar palácios e muito mais!

Confira o que conhecer na cidade!

Catedral de Estocolmo (Stockholms Domkyrka) 

A esplendorosa Stockholms Domkyrka é uma das construções que mais chama a atenção de quem visita o centro da capital sueca.

A Catedral de São Nicolau, igreja mais antiga da cidade, começou a ser construída em meados do século XIII e passou por importantes renovações no século XVIII: uma prova de sua importância longeva para a metrópole.

O interior majestoso do templo guarda verdadeiros tesouros, como relíquias supostamente ligadas a São Jorge e até a pintura mais antiga da cidade. É ali, afinal, que acontecem todos os eventos religiosos da realeza da Suécia.

A fachada não é menos interessante: com apenas uma torre, a igreja é coberta por tijolos amarelos e detalhes em branco. 

Stadshuset (Prefeitura de Estocolmo) 

Stadshuset (Prefeitura de Estocolmo)
Fonte: Pexels

Todos os anos, o prédio da prefeitura da cidade, o Stadshuset, se transforma no endereço mais importante da ciência mundial.

No dia 10 de dezembro, é no Salão Azul desse belíssimo edifício de tijolos vermelhos, datado do começo do século XX, que acontece a entrega dos prêmios Nobel de Química, Física, Medicina e Literatura.

O Salão Dourado também costuma encantar os visitantes com seu gigantesco mosaico formado por milhões de pastilhas de vidro e ouro.

O melhor de tudo é que você pode conhecer os principais ambientes do Stadshuset em visitas guiadas pelo edifício, com 45 minutos de duração!

Palácio Real (Kungliga Slottet) 

Você sabia que a Suécia tem uma das monarquias mais longevas do mundo? É no Kungliga Slottet, o Palácio Real, que vive (ao menos em alguns períodos) o rei Carl Gustaf Folke Hubertus, monarca do país desde 1973!

O belíssimo edifício que já serviu de residência real é um dos mais imperdíveis de toda a cidade. A construção fica no centro histórico, coladinho ao Parlamento e às margens do Skeppsbron, um dos mais importantes cais da cidade.

O palácio chegou a ser parcialmente destruído após um violento incêndio em 1697, mas foi completamente restaurado e está aberto ao público para visitas guiadas.

O rei da Suécia não vive apenas no Kungliga Slottet e divide seu tempo entre outros palácios espalhados pelo país, mas é no Palácio Real que acontecem os maiores eventos da Coroa Sueca e onde ficam os gabinetes de trabalho da família real.

Stortorget 

A praça Stortorget é considerada o verdadeiro coração da cidade. Afinal, foi a partir dela que Estocolmo cresceu e prosperou.

Vários eventos históricos importantes aconteceram na praça, como o massacre do Banho de Sangue, durante a invasão do país. 

É também nos arredores da Stortorget que ficam algumas das construções mais famosas da cidade, como a Bolsa de Valores, o Museu do Prêmio Nobel e a Academia Sueca.

Em outras palavras, é possível que você passe pela praça em algum momento no decorrer da sua visita, e você não vai se arrepender de dedicar um tempinho para explorar suas belezas!

Museu da Fotografia (Fotografiska) 

Museu da Fotografia (Fotografiska)
Fonte: Julian Herzog / Wikimedia Commons / CC BY 4.0

Os amantes de fotografia não podem deixar a cidade antes de conhecer o Fotografiska, um museu inteiramente dedicado a fotos instantâneas.

O acervo inclui trabalhos de grandes nomes da fotografia, como David Drebin, Martin Schoeller e Annie Leibovitz: estamos falando do maior acervo fotográfico de todo o país!

O edifício também chama a atenção de quem passa com seus tijolos vermelhos, às margens do Mar Báltico, onde antes ficava o serviço de alfândega da cidade.

Museu Nórdico (Nordiska Museet) 

O que você acha de aprender um pouco mais sobre a história dos povos que formaram a Suécia? É exatamente isso que te espera no Nordiska Museet, o Museu Nórdico.

O museu funciona em um edifício construído a partir de 1888 e abriga um acervo a respeito dos povos que ocuparam a região desde a Idade Média.

Durante a visita você poderá conhecer vestimentas, instrumentos, utensílios domésticos, armas e outros itens que remontam ao século XV.

ABBA The Museum

A capital sueca foi o berço de um dos maiores fenômenos da música pop mundial: a banda Abba, hoje homenageada em um museu temático que atrai milhões de visitantes todos os anos.

O ABBA The Museum abriga uma interessante exposição interativa que conta a história do quarteto por meio de fotografias, vídeos, documentos e instrumentos musicais.

Tem até um piano que reproduz em tempo real o que o pianista Benny Andersson toca em casa!

O museu fica no Gröna Lund, na ilha de Djurgården, em um parque de diversões, e pode render um dia inteiro de passeio!

Museu de História Sueca (Historiska Museet) 

Museu de História Sueca (Historiska Museet)
Fonte: Friskokry / Wikimedia Commons / CC BY-SA 3.0

O Historiska Museet tem um rico acervo dedicado à história sueca, desde a pré-história até a atualidade, incluindo a era viking e a Idade Média.

A coleção inclui peças arqueológicas de grande importância para o país, como o Elmo de Aranaes, a runa Tjängvide, uma imagem de Nossa Senhora de Mosjö e muito mais.

Como o Historiska Museet fica no bairro de Östermalm, principal reduto boêmio da cidade, você pode aproveitar para tomar uma cerveja e comer um petisco depois do passeio!

Museu do Prêmio Nobel (Nobel Museet) 

Quem gosta de ciência, história e progresso não vai se arrepender de visitar o Nobel Museet, museu inteiramente dedicado à história do Nobel, a mais importante premiação científica do mundo.

O prêmio foi idealizado por Alfred Nobel, que nasceu e cresceu na capital da Suécia. Inventor da dinamite e de diferentes tipos de explosivos, o químico doou boa parte de sua fortuna a outros cientistas que se destacaram em suas áreas.

Além de conhecer o acervo sobre os ganhadores do prêmio, você poderá conhecer o edifício da Bolsa de Valores, onde o museu está instalado! Um passeio 2 em 1 imperdível!

Vasamuseet 

Em uma cidade com tantos museus interessantes, parece improvável que um museu se destaque em relação aos outros. O Vasamuseet, no entanto, não liga para probabilidades e se firmou, disparado, como o museu mais visitado da capital sueca!

O museu gira em torno de um antigo navio de guerra da esquadra real que naufragou em sua viagem de inauguração, em 1628, por conta de fortes rajadas de vento.

Depois de ficar mais de 300 anos no fundo do mar, o navio Vasa foi completamente restaurado e transportado para um museu criado especialmente para ele: é possível avistar os mastros da embarcação de longe!

No local, você encontrará um interessante acervo com peças de artilharia, vestimentas, armas, itens de uso pessoal dos marinheiros e muito mais.

Quantos dias são necessários para conhecer Estocolmo?

Quantos dias são necessários para conhecer Estocolmo?
Fonte: Pixabay

Não é difícil montar um roteiro pela cidade, não importa a duração da sua viagem!

Em outras palavras, você pode encontrar o que fazer em Estocolmo em 3 dias, 10 dias ou até mesmo um mês de viagem!

Só não se esqueça de que, quanto menos tempo durar a sua viagem, menos atrações você poderá visitar.

Isto é, quem ficar três dias na capital sueca só conseguirá visitar algumas das atrações mais famosas, enquanto quem estender sua estadia por uma semana terá a oportunidade de conhecer muitos pontos turísticos e até algumas das ilhas nos arredores!

Para aproveitar o máximo possível do seu tempo na cidade, vale a pena montar um roteiro bem-organizado com as atrações que você não quer perder.

Estocolmo: curiosidades

Embora seja uma das capitais mais importantes da Europa, Estocolmo ainda é uma relativa desconhecida de muitos viajantes e não faz parte dos roteiros mais famosos pelo Velho Continente.

No entanto, algumas informações e curiosidades sobre a cidade podem tornar sua viagem ainda mais proveitosa!

Você se lembra que contamos que a capital sueca fica sobre 14 ilhas? Essas ilhas abrigam quase 100 praias e estão conectadas por 57 pontes e canais por onde circulam mais de 200 mil barcos! 

Não é à toa que a cidade é conhecida como “Beauty on the Water” (“beleza aquática”) e “Veneza do Norte”.

Além disso, você sabia que a moeda oficial da Suécia não é o euro? Em vez da moeda da União Europeia, o país nórdico utiliza a Coroa Sueca (1 euro equivale a 10,31 coroas suecas, em abril/2022).

De qualquer forma, não precisa se preocupar se você tiver alguns euros sobrando na carteira, pois existem muitas casas de câmbio espalhadas pela cidade e você não terá dificuldades em trocar o dinheiro!

O idioma oficial do país é o sueco, uma língua que divide várias similaridades com o norueguês e o dinamarquês, mas se você não fala nenhum idioma escandinavo, não faz mal: os suecos aprendem o inglês desde muito cedo e falam o idioma fluentemente!

Aliás, se você já está se perguntando “quem nasce na Suécia é o quê”, saiba que é possível chamar os habitantes do país de suecos, nórdicos ou escandinavos, já que o país faz parte tanto do grupo dos países nórdicos quanto da Escandinávia!

E quem nasce em Estocolmo é o quê? Holmiense, por conta do nome original da cidade, em sueco: Stockholm, que significa “Ilha da Fortaleza”.

O seguro viagem é obrigatório para entrar na Suécia!

Não se esqueça de contratar um seguro viagem antes de embarcar para a Suécia, pois o país faz parte do Tratado de Schengen e exige seguro viagem obrigatório dos visitantes estrangeiros.

Além de atender a uma exigência das autoridades e ser indispensável para cruzar a fronteira da Suécia, o seguro viagem pode te salvar de apuros e prejuízo em caso de imprevisto.

Assim, se você precisar de atendimento médico ou odontológico, tiver suas bagagens extraviadas ou avariadas, ficar preso no aeroporto por cancelamento de voo, entre outros cenários, basta acionar a seguradora para receber assistência gratuita ou reembolso.

O seguro viagem mais completo e mais barato do mercado está no Seguros Promo, que oferece gratuitamente uma ferramenta completa para comparação de preços e serviços das melhores seguradoras.

Cote seu seguro de viagem com 15% de desconto aqui!

Encontre hospedagens em Estocolmo pelo menor preço!

Que tal começar a planejar sua visita a Estocolmo com economia e eficiência? Visite o El Quarto e encontre agora mesmo a acomodação ideal para a sua estadia!

Basta digitar o nome da cidade que você vai visitar e selecionar as datas da sua viagem para acessar as promoções mais imperdíveis para o destino que você procura.

Você pode até pagar suas diárias pelo site e em reais, sem cobrança de IOF, para economizar ainda mais!

Modal LGPD Usamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar a navegação, você confirma estar de acordo com o uso de cookies.
Para mais informações consulte nossa política de privacidade.