Melbourne, Austrália: pontos turísticos, onde ficar e informações

12 jul 2021 • 9 minutos de leitura por danielcosenza

Escolher onde ficar em Melbourne, Austrália, é uma etapa importantíssima do seu planejamento de viagem: estamos falando de um destino grande em população e tamanho!

Na prática, isso significa que o viajante que se hospeda em uma localização estratégica está em vantagem para conhecer os principais pontos turísticos locais e pode economizar tempo e dinheiro em deslocamentos.

E, acredite, são muitos pontos turísticos na melhor cidade do mundo para se viver esperando pela sua visita!

Que tal conhecer a faraônica Federation Square, a charmosa Flinders Station, o rico Melbourne Museum, a histórica St. Paul’s Cathedral e muito mais? Vamos lá!

Melbourne, Austrália: lazer, história e cultura!

Com mais de 4 milhões de habitantes, Melbourne é uma cidade paradoxal. 

Embora o território seja imenso, quase dez vezes maior que a cidade de São Paulo, é relativamente fácil escolher onde ficar: as principais atrações estão concentradas no centro, bem como a maioria dos hotéis.

Isso não quer dizer, porém, que a turística região central seja a única opção de hospedagem para o viajante. Existem vários bairros interessantes e ricos em atrações espalhados por outros cantos da cidade.

Neste artigo, vamos te contar tudo sobre Melbourne, Austrália: os melhores lugares para ficar, quando viajar, o que visitar e outras dicas turísticas valiosas, veja só!

Em que país está a cidade de Melbourne?

Melbourne é a segunda maior cidade da Austrália, localizada no sul do país, mais especificamente no estado de Vitória, próximo à fronteira com a Tasmânia.

O destino recortado pelo Yarra River fica na Baía de Port Phillips, uma das maiores do Hemisfério Sul, com 1.930 km² de área e mais de 264 km de costa.

Como é o clima em Melbourne?

Como é o clima em Melbourne?
Fonte: Evening_Tao / Freepik

Embora muitas pessoas acreditem que o clima do país dos cangurus seja sempre quente e árido, isso não é verdade, e Melbourne, Austrália é um excelente exemplo disso.

A cidade tem as quatro estações do ano muito bem-definidas: as primaveras são agradáveis, os verões são quentes, os outonos são brandos e os invernos são frios.

Para os padrões brasileiros, as temperaturas estão sempre amenas: durante o ano inteiro, os termômetros variam entre 14ºC e 25ºC: nem muito quente, nem muito gelado.

Quando estiver preparando suas malas, não se esqueça de armazenar um guarda-chuva: Melbourne não é exatamente uma cidade chuvosa, mas o clima pode variar rapidamente e é preferível se prevenir do que se molhar!

Veja aqui alguns seguros de viagem com cupom de 15% de desconto!

Onde ficar em Melbourne

O viajante não tem muita dificuldade em definir onde ficar na cidade de Melbourne, Austrália. 

O centro, também conhecido como CBD (sigla para Central Business District), abriga a maior parte das atrações turísticas e, por isso, é uma escolha bastante óbvia para hospedagem.

No entanto, o centro não é exatamente o melhor lugar para quem quer fugir do óbvio para curtir uma experiência mais genuína na melhor cidade do mundo para se viver.

Existem diversos bairros interessantes, que oferecem ao viajante uma estadia menos convencional, mas não menos encantadora, sem abrir mão do fácil acesso aos pontos turísticos, como as regiões de St. Kilda, Fitzroy e Carlton.

Confira onde ficar em Melbourne!

CBD (Central Business District)

Coração da vida cultural, econômica, gastronômica e turística da cidade, o centro de Melbourne é o lugar em que tudo acontece.

Quem se hospeda na região de CBD pode abrir mão do carro e fazer praticamente tudo a pé. Se você preferir, basta utilizar o trem 35, que é gratuito, para se deslocar entre as principais atrações turísticas.

Ficam no centro os lugares mais badalados da cidade, como o Queen Victoria Market, a Eureka Tower e a Federation Square. O Yarra River também passa pela região.

A vantagem de se hospedar em CBD é a grande variedade de hotéis à disposição do viajante. Afinal, a região mais turística da cidade precisa oferecer uma rede hoteleira que atenda a demanda por acomodações.

Isso também significa que é particularmente difícil encontrar hotéis baratos no centro da cidade: o coração financeiro de Melbourne pode ser um lugar pouco amigável para viajantes econômicos.

Vantagens Promo tem as melhores ofertas para você economizar na sua viagem! Encontre cupons e descontos para passagem aérea, hotel, seguro viagem, e muito mais! Clique aqui e confira.

St. Kilda

St. Kilda
Fonte: Pxhere / CC0

Se CBD é o melhor lugar para ficar perto das atrações turísticas, a região de St. Kilda é a mais indicada para o viajante que quer ficar próximo às praias de Melbourne, Austrália.

A região tem mais cara de cidade praiana do que de bairro de metrópole: as ruas são repletas de barzinhos, feiras de artesanato, bistrôs, restaurantes, artistas de rua e cafés charmosos.

Endereço do Luna Park, parque de diversões mais antigo da cidade, construído em 1912, St. Kilda abriga seus próprios pontos turísticos, como o Royal Botanic Gardens e o St. Kilda Píer.

Apesar de estar localizado a 7 km do centro da cidade, o bairro oferece diversas opções de hospedagem: muitas delas econômicas, com preços bastante acessíveis!

Fitzroy

Bairro “descolado” de Melbourne, Fitzroy é o principal reduto do público hipster, onde é possível encontrar sebos, antiquários, brechós vintage e outros comércios alternativos.

A região oferece ao viajante atrações para o dia e para a noite, como feiras de rua, apresentações culturais ao ar livre, bares moderninhos e restaurantes. 

Isso significa que, caso você prefira ficar em um lugar longe do agito e esteja pensando em se hospedar em Fitzroy, talvez seja melhor reconsiderar!

Agora, se você quer curtir a vida noturna local sem se preocupar com a volta para o hotel, basta escolher uma das boas opções de hospedagem da região.

Carlton

Melbourne abriga nada menos que seis universidades, o que significa que dispõe de uma considerável população universitária. 

A região de Carlton, fundada como reduto italiano no começo do século XX, é o principal endereço dessas instituições.

Por isso mesmo é a região mais indicada para quem quer economizar em hospedagem: bairros universitários tendem a dispor de uma ampla rede de acomodações em diferentes formatos, com preços acessíveis.

As atrações locais também são diversificadas, como o exuberante Carlton Gardens, o interessante Melbourne Museum e o famoso teatro La Mama, de renome internacional.

Promoção de hotéis em Melbourne, Austrália, no ElQuarto!

Hoteis em promoção em Melbourne, Australia! Art Series - The Olsen
Fonte: Elquarto / Art Series – The Olsen

Planejar bem a sua hospedagem é essencial para o sucesso da sua viagem: só assim é possível definir o orçamento necessário para sua estadia, antecipar rotas de deslocamento  e conhecer as atrações mais próximas.

Para encontrar o melhor lugar para ficar em Melbourne, Austrália, visite nosso site buscador, ElQuarto, que reúne preços exclusivos e opções com cancelamento gratuito.

Você pode até pagar pelas diárias online, em reais, sem incidência de IOF: uma economia a mais para a sua viagem pelo país dos cangurus!

Faça uma simulação agora mesmo para descobrir que visitar a melhor cidade do mundo para se viver pode sair mais barato do que você imagina!

Melbourne, Austrália: mapa

Se você está planejando conhecer essa formidável cidade australiana, não se esqueça de montar um roteiro com as atrações que você não quer perder! Confira no mapa da Austrália: Melbourne!

Melbourne, Austrália: pontos turísticos

Fundada em meados do século XIX pelo Reino Unido, Melbourne, Austrália, ainda faz parte da Comunidade das Nações, tem a rainha Elizabeth como sua segunda chefe de estado e carrega as heranças da colonização europeia.

Esses traços podem ser percebidos na cultura, na arquitetura e na gastronomia: o mercado mais importante da cidade foi batizado em homenagem à rainha Vitória, os jardins mais famosos são “reais” e os carros utilizam a mão inglesa.

Para te ajudar a conhecer esse “pedacinho da Inglaterra” na Oceania, destacamos as principais atrações turísticas locais, veja só!

Queen Victoria Market 

Queen Victoria Market
Fonte: Pxhere / CC0

Se você deseja conhecer um pouco mais sobre a cultura da cidade, o Queen Victoria Market é uma parada obrigatória em seu roteiro de viagem.

Localizado na Elizabeth Street, o maior mercado de Melbourne é carinhosamente conhecido como Vic Market e vende de tudo, de comidas típicas a peças de vestuário, artesanato e itens exóticos.

Mesmo que você não tenha a intenção de comprar nada, vale a pena visitar o mercado para contemplar as cores, os aromas e os sabores mais típicos da Austrália.

Royal Botanic Gardens 

O Royal Botanic Gardens Victoria pode ser comparado a um imenso oásis verdejante, com mais de 360 hectares, em meio à cena urbana.

Principal área verde da cidade, o jardim abriga a casa oficial do governador do estado australiano de Vitória, a Government House, além de fontes, lagos, diversas espécies botânicas e animais.

O local é frequentado tanto por visitantes quanto por moradores da cidade, interessados em praticar esportes ou desfrutar de atividades de lazer variadas e eventos culturais.

Melbourne Museum 

Um dos maiores museus do Hemisfério Sul, o Melbourne Museum conta tudo sobre a cidade de Melbourne, Austrália, desde a pré-história até o período contemporâneo.

O rico acervo está distribuído por três andares e inclui itens de nativos australianos, documentos, fotografias, peças arqueológicas e modernas exposições multimidiáticas.

Federation Square 

Federation Square
Fonte: Pxhere / CC0

Praça mais importante da cidade, a Federation Square foi construída em formato de U e abriga os principais edifícios culturais e históricos locais.

Entre os destaques estão o Australian Centre of Moving Image, um dos maiores museus multimídia do mundo, e a histórica Flinders Station, construída no começo do século passado e principal estação ferroviária da cidade até hoje.

A região ainda sedia os principais eventos culturais, políticos e esportivos de Melbourne, incluindo apresentações musicais e teatrais gratuitas, festas do calendário da cidade, manifestações e competições.

St. Paul’s Cathedral 

A St. Paul’s Cathedral (ou Catedral de São Paulo) é a maior igreja da cidade e fica localizada bem no coração de Melbourne, no entroncamento entre as ruas Flinders e Swanston.

A construção, que se destaca no horizonte do centro da cidade, foi concluída nos anos finais do século XIX e passou por uma revitalização minuciosa em 2009.

Projetada em estilo neogótico, a catedral tem um interior muito bem-ornado, com peças em madeira, vitrais coloridos que retratam passagens bíblicas e um dos maiores órgãos do mundo, completamente restaurado na década de 1990.

Australian Centre for the Moving Image 

Um dos museus mais modernos do mundo, o Australian Centre for the Moving Image fica na Federation Square e tem um acervo dedicado à produção audiovisual do país, com entrada gratuita.

A principal exposição no local é a Screen Worlds, que remonta a história do cinema na Austrália e no mundo de maneira interativa e lúdica, capaz de encantar crianças e adultos.

O museu também sedia oficinas, workshops, uma biblioteca digital e exposições temporárias: vale a pena conferir a programação para descobrir quais atrações estarão disponíveis na época da sua viagem!

Hosier Lane 

A melhor maneira de descrever a Hosier Lane é como uma galeria de arte urbana a céu aberto

A ruela mais famosa da cidade é completamente coberta por grafites e pinturas nos mais diferentes estilos. Até o chão, as lixeiras e as portas dos edifícios da região servem de “tela” para os artistas!

O mais legal sobre o local é que as pinturas mudam praticamente o tempo inteiro: se você visitar a Hosier Lane em dois dias diferentes, é possível que veja várias pinturas novas em relação à sua primeira visita.

Aproveite o seu passeio para conhecer a Rutledge Lane nas proximidades: a ruela é menos famosa, mas tão colorida quanto a Hosier Lane!

Porque Melbourne é a melhor cidade para se viver?

Porque Melbourne é a melhor cidade para se viver?
Fonte: Unsplash

Você sabia que Melbourne, Austrália, foi considerada por sete vezes consecutivas o melhor lugar para se viver no planeta

A segunda maior cidade australiana fisgou o título em um ranking que inclui mais de 140 cidades do mundo inteiro por diversos fatores, como infraestrutura, sustentabilidade, educação, estabilidade econômica e saúde, entre outros.

Cosmopolita e jovial, Melbourne tem mais de 40% de sua população formada por imigrantes ou seus descendentes, além de contar com vários projetos de inclusão para minorias, como o público LGBTQIA+.

Como é a vida em Melbourne?

Com tanta qualidade de vida, era de se esperar que o custo de morar em Melbourne, Austrália, fosse elevado, mas isso não é verdade. Pelo contrário, a cidade é uma das mais baratas para se viver no país dos cangurus!

Os gastos com moradia, alimentação, cultura, transporte e lazer são bem inferiores em comparação a Sydney: em média, AUD$ 1.753 mensais, equivalente a R$ 7.186,42 em cotação feita em maio de 2021.

Os habitantes podem usufruir de várias opções de lazer e transporte público gratuito, como trem e ônibus, o que pode reduzir ainda mais o custo de vida.

O que Melbourne e Sydney têm em comum?

Nova York ou Los Angeles? Madri ou Barcelona? Rio de Janeiro ou São Paulo? Ao planejar uma viagem para um país diferente, nada mais natural que comparar as principais “rivais” para escolher o melhor destino, certo?

Na Austrália, o protagonismo fica por conta de Melbourne e Sydney, mas a escolha pode não ser tão simples assim, pois as duas cidades compartilham mais pontos em comum do que diferenças.

Os dois principais destinos australianos têm a mesma população, 4 milhões de habitantes, são banhadas pelo mar e ficam localizadas mais ao sul do país.

Em relação ao estilo de vida, pode considerar-se que Melbourne é mais “boêmia” que Sydney: na capital do estado de Vitória você pode beber e fumar em algumas praias e os bares e as baladas funcionam todos os dias da semana.

Em Sydney, por sua vez, você não poderá beber ou fumar em lugares públicos, incluindo as praias, as academias são mais populares que as baladas e a vida noturna é mais modesta em comparação a Melbourne.

Encontre os melhores hotéis em Melbourne, Austrália

Agora que você já sabe onde ficar em Melbourne, Austrália, só falta encontrar o melhor hotel para a sua estadia! Nessa tarefa, você pode contar com o melhor buscador do Brasil, ElQuarto!

Nossa plataforma moderna e fácil de usar reúne preços exclusivos e opções com cancelamento grátis, garantindo total praticidade ao seu planejamento de viagem! 

Você pode até pagar suas diárias pelo site em reais, sem incidência de IOF!

Faça uma simulação e comece a planejar agora mesmo a sua viagem para um dos melhores lugares do mundo para se viver!

Não perca ótimas oportunidades de hospedagem no Elquarto! Acompanhe!

Modal LGPD Usamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar a navegação, você confirma estar de acordo com o uso de cookies.
Para mais informações consulte nossa política de privacidade.