Munique: veja onde fica, o que fazer e onde ficar nesta cidade alemã!

20 abr 2022 • 10 minutos de leitura por danielcosenza

Munique é uma das cidades mais procuradas para turismo em toda a Europa, e não é difícil entender os motivos por trás de toda essa fama.

Foi neste apaixonante destino alemão que nasceram um dos melhores times de futebol do mundo e o maior festival cervejeiro do planeta, o Oktoberfest.

Como se tudo isso não bastasse, a cidade tem uma história milenar contada por seus castelos, palácios, praças e monumentos suntuosos.

O viajante ainda pode curtir bons restaurantes, museus modernos e hotéis cheios de charme, além de ter acesso a um dos sistemas de transporte público mais eficientes do mundo para passear pela cidade!

O que você acha de conhecer tudo que te espera em um dos destinos mais imperdíveis da Europa? Neste artigo, vamos te contar o que você precisa saber para planejar a sua viagem, veja só!

O que fazer durante a sua viagem a Munique, Alemanha?

Um dos destinos mais badalados e inesquecíveis da Alemanha, Munique é uma cidade efervescente, capaz de misturar atrações contemporâneas e históricas, tradicionais e joviais, para conquistar seus visitantes.

Em um mesmo passeio é possível conhecer teatros, igrejas, monumentos, praças e mercados com séculos de história, bem como edifícios modernos, shoppings e atrações cheias de tecnologia.

Para os amantes de cerveja, as atrações locais são simplesmente imperdíveis. Afinal, além de ser a casa da maior festa dedicada à bebida em todo o mundo, a Oktoberfest, a cidade é também o endereço da melhor cervejaria do planeta, a Hofbräuhaus.

O antigo bairro de Altstadt é o coração histórico da cidade, onde fica a praça mais bonita, a Marienplatz, e algumas das atrações mais disputadas, como palácios reais e museus.

Como você deve ter notado, estamos falando de uma cidade cheia de pontos turísticos, então capriche no planejamento para não deixar nenhum lugar incrível para trás.

Qual é o país de Munique?

Qual é o país de Munique?
Fonte: Pexels

Munique é uma cidade fundada por volta de 1158, bem ao sul da Alemanha, a 585 km da capital, Berlim, 145 km de Salzburgo e 233 km de Stuttgart.

Terceira maior cidade do país, com quase 1,5 milhão de habitantes, a cidade é a capital da Baviera (ou Bavária), a maior região alemã, que se estende por toda a fronteira com a Áustria e a República Tcheca.

Para chegar até lá, você poderá desembarcar no moderno Aeroporto Franz-Josef Strauss Flughafen, a 28 km do centro, ou na belíssima Munich Central Station, estação ferroviária que recebe trens dos principais destinos europeus.

Mapa da cidade de Munique, Alemanha

Pouco menor que Belo Horizonte, a capital da Baviera reúne muitos pontos turísticos em diferentes regiões da cidade. 

Mesmo assim, você não precisa se preocupar, pois os bairros estão ligados por uma das melhores redes de transporte público do mundo.

Confira as principais atrações locais no mapa da cidade de Munique, Alemanha!

Quando ir a Munique?

É possível curtir as atrações em Munique em qualquer época do ano, mas não se engane: o mês escolhido para a sua viagem pode influenciar diretamente o tipo de experiência que você vai viver por lá.

O verão, de junho a agosto, é a estação mais animada do ano, que garante ruas cheias de turistas do mundo inteiro, festivais por toda a cidade, temperaturas agradáveis (de 10ºC a 25ºC) e dias mais longos.

Em contrapartida, é também uma época em que o preço de tudo tende a disparar pela alta demanda, então prepare-se para gastar mais em passeios, alimentação e hospedagem.

Além disso, tenha em mente que o verão em Munich é bem diferente do que você encontra em outros cantos da Europa, como Itália e Espanha: em vez do clima seco, a estação mais quente do ano é também a mais chuvosa.

Quem quer escapar da chuva constante e dos preços altos do verão pode gostar de conhecer a cidade no inverno. 

Nesse caso, porém, é melhor caprichar nos agasalhos, pois de dezembro a março as temperaturas despencam e chegam a -6ºC.

A baixa temporada acontece na primavera, quando o clima fica mais ameno e os preços ficam mais atraentes para viajantes econômicos, mas tudo volta a mudar no outono.

Afinal, em novembro acontece a Oktoberfest, maior festa da cerveja do planeta, que dura quase o mês inteiro e atrai mais de 6 milhões de pessoas, quatro vezes o total de habitantes da cidade, ou seja, tudo fica mais caro e mais cheio!

Onde ficar em Munique?

A capital da Baviera recebe muitos turistas ao longo de todo o ano, seja para viagens a trabalho ou a turismo, e se preparou bem para atender à demanda por hospedagem.

Na prática, isso significa que você vai encontrar vários hotéis e pousadas bed & breakfast em diferentes regiões e faixas de preço, com opções para todos os bolsos até mesmo nos bairros mais badalados.

O Altstadt, por exemplo, é o bairro de Munique mais procurado por turistas por ser o endereço das atrações turísticas mais disputadas e da maior concentração de hotéis, hostels e pousadas. 

Embora os preços sejam mais altos para os hotéis nessa região, você pode economizar bastante em diárias se optar por uma das hospedagens nos arredores da Hauptbahnhof, a estação de trens da cidade.

Dessa forma, você não precisará gastar muito para ficar perto das principais atrações, como a Marienplatz, o Palácio Residenz e o Englischer Garten.

Você também encontrará opções de hospedagem mais econômicas na região de Maxvorstadt, um bairro que fica bem próximo ao centro histórico e a uma caminhada de distância das melhores atrações da cidade.

Se você estiver planejando sua viagem para o período da Oktoberfest, não se esqueça de fazer suas reservas com, pelo menos, um ano de antecedência, pois as acomodações se esgotam cedo e os preços podem ficar bem mais salgados.

Cote seu seguro de viagem com 15% de desconto aqui!

Encontre hospedagens em Munique pelo menor preço!

Encontre hospedagens em Munique pelo menor preço!
Fonte: Hotel NH Munchen

Quer encontrar os melhores hotéis na cidade de Munique sem comprometer as suas finanças, com segurança e praticidade? É só fazer sua pesquisa de hospedagem no ElQuarto.

Nossa plataforma tem compromisso com preço baixo e leva até você as melhores condições de pagamento: basta digitar a cidade que você vai visitar e as datas da viagem para acessar as melhores ofertas.

O viajante consegue fazer todo o seu planejamento de hospedagem em um só lugar, desde a comparação de preços até a reserva do quarto, chegando ao pagamento das diárias online e em reais, sem cobrança de IOF!

Faça uma simulação gratuita agora mesmo e navegue entre nossos filtros para encontrar o melhor hotel na Alemanha por um preço que cabe no seu bolso!

O que fazer em Munique

Chegou a hora de descobrir tudo que essa cidade milenar tem a oferecer a seus visitantes. 

A lista de atrações é extensa e inclui parque olímpico, praças cheias de história, castelos, palácios, museus e muito mais.

Confira o que fazer em Munique!

Marienplatz 

Marienplatz

Considerada ponto zero da cidade, a Marienplatz é uma belíssima praça do século XII, onde estão alguns dos principais pontos turísticos de Munich, e, por isso, você deve acabar passando pela região em algum momento da sua viagem.

A construção mais imponente do centro da praça é o Neues Rathaus, o prédio da Nova Prefeitura, que, apesar do nome, foi inaugurado no final do século XIX. 

A edificação chama a atenção pelas dimensões impressionantes, com mais de 100 metros de fachada e mais de 400 salas! 

Vale a pena subir a torre do Neues Rathaus para contemplar a vista da cidade a mais de 85 metros de altura!

Aproveite sua visita à prefeitura para conhecer o Glockenspiel, um show de bonecos automatizados que conta histórias do século XVI de maneira lúdica, capaz de encantar adultos e crianças.

Na Marienplatz você também poderá conhecer a Mariensäule (“Coluna de Maria”, em homenagem à santa que dá nome à praça), a Altes Rathaus (antiga prefeitura, do século XV), a Peterskirche e muitos outros edifícios históricos.

Odeonsplatz 

Ainda na região de Altstadt fica a Odeonsplatz, uma das praças mais antigas da cidade, que serviu de palco para uma frustrada tentativa de golpe de Adolf Hitler nos anos de 1920.

A praça não é tão antiga quanto a vizinha Marienplatz e só foi construída no século XVIII, a mando do rei Luís I da Bavária, após todas as fortificações de Munich terem sido destruídas.

Mesmo sendo mais “nova” que a vizinha famosa, a Odeonsplatz é um lugar agradável e imperdível, onde fica a tradicional Cervejaria Burgebräukeller, a primeira igreja barroca da cidade, Theatinerkirche, e o imponente templo dos generais, Feldherrnhalle.

Residenz 

Bem no centro da Odeonsplatz, em frente às estátuas de leões no meio da praça, fica o maior palácio urbano de toda a Alemanha, o Residenz.

A estrutura serviu de residência oficial para os reis bávaros até 1918 e hoje está com as portas abertas para o público.

Os visitantes podem conhecer as acomodações luxuosas que foram convertidas em museu, salas de concerto e até a Casa do Tesouro Real, localizada no palácio histórico.

Palácio Nymphenburg

Palácio Nymphenburg
Fonte: Pixabay

Por séculos, o Palácio Nymphenburg serviu de residência oficial de verão para os reis bávaros. 

Embora o tempo dos reis tenha ficado para trás, o palácio em estilo barroco ainda é uma das construções mais bonitas da capital da Baviera. 

Só a fachada do edifício se estende por mais de 700 metros, destacando-se na paisagem urbana, bem pertinho do bairro de Altstadt. 

Considerando-se os jardins e lagos que compõem o complexo, o palácio ocupa mais de 200 hectares de área.

Por dentro, os visitantes podem conhecer uma exibição de carruagens antigas, acomodações em estilo rococó, barroco e neoclássico, obras de arte originais e muitas outras belezas.

Se sobrar um tempinho após a sua visita, que tal fazer o passeio de gôndola pelos canais ao redor do palácio?

Viktualienmarkt

Localizado bem no centro da cidade, o Viktualienmarkt é o mercado mais famoso da capital da Baviera, com mais de 22 mil m² de área e 140 expositores que vendem de tudo.

O mercado faz parte da história da cidade desde as origens de Munich: até o século XIX, os vendedores expunham seus produtos a céu aberto, na Marienplatz.

Com o passar do tempo, o espaço ficou pequeno e foi necessário construir um grande complexo para acomodar os vendedores.

Vale a pena visitar o mercado para encontrar produtos de qualidade a preços acessíveis, além de barraquinhas de comida e um agradável biergarten para se refrescar com uma típica cerveja alemã.

Campo de Concentração de Dachau 

Você pode aproveitar sua visita a Munique para conhecer a cidade de Dachau, a apenas 20 km de distância, que guarda heranças do episódio mais sombrio da história alemã: o Holocausto.

É ali que fica um dos primeiros campos de concentração construídos por nazistas na Europa, na década de 1930: em 20 anos de funcionamento, mais de 41,5 mil pessoas foram mortas e outras 200 mil encarceradas ali.

O campo foi libertado por soldados do Exército dos Estados Unidos pouco depois da ocupação de Berlim, já na reta final da Segunda Guerra Mundial, em abril de 1945.

Hoje, o espaço abriga um memorial e oferece visitas gratuitas (ou com áudio-guia, a 3,50 euros, em janeiro/2022) para que os turistas possam aprender mais sobre a história do campo de concentração.

Para chegar até Dachau, você deve pegar o trem da linha S2 na Hauptbahnhof, no sentido estação Dachau/Petershausen. Depois, é só pegar o ônibus 726 no sentido Saubachsiedlung até o memorial (KZ-Gedenkstätte).

Cervejaria Hofbräuhaus 

Cervejaria Hofbräuhaus
Fonte: Andrew Bossi / Wikimedia Commons / CC BY-SA 3.0

Você sabia que a melhor cervejaria do mundo fica em Munich? 

Por isso, se você gosta de uma “gelada”, a Cervejaria Hofbräuhaus é uma parada obrigatória em seu roteiro pela cidade!

A casa funciona desde o século XVI, quando foi criada pelo Duque da Baviera, que não estava satisfeito com as cervejas produzidas até então e decidiu investir em filtragem própria de água para garantir a melhor bebida possível.

O investimento deu certo e a cervejaria logo cresceu e prosperou: hoje, a Hofbräuhaus tem unidades nos EUA, na Austrália, na Itália, em Dubai, na China, no Japão e até no Brasil, em Belo Horizonte (MG).

Além de conhecer o excepcional cardápio cervejeiro da casa, você poderá saborear pratos típicos da gastronomia alemã e até assistir a animadas apresentações de música e dança bávara por artistas vestidos com roupas típicas da região.

Olympiapark 

O Olympiapark, ou Parque Olímpico, foi construído para os Jogos Olímpicos de 1972 e até hoje é um dos principais centros de lazer e esportes da cidade.

Ali, os visitantes podem conhecer as instalações utilizadas por atletas olímpicos e usufruir dos diferentes espaços, como piscinas, quadras e pistas de corrida.

Você pode até fazer uma visita guiada para aprender mais sobre a história do Olympiapark e curiosidades sobre as Olimpíadas de Munich: uma boa opção de passeio interessante e gratuito pela cidade.

Depois de conhecer cada cantinho do complexo, nada melhor do que visitar a Olympiaturm para contemplar a cidade do alto: a torre de observação tem mais de 291 metros de altura e abriga um excelente restaurante giratório.

Quantos dias são necessários para conhecer Munique?

Munique é uma cidade grande e cheia de atrações turísticas, o que significa que você provavelmente precisará de tempo para conhecer tudo com calma.

Recomenda-se que o viajante reserve ao menos três dias para visitar as atrações mais famosas, sobretudo no centro histórico. 

Caso você queira mais tempo para conhecer pontos de interesse mais distantes, como o Palácio Nymphenburg e o campo de concentração de Dachau, é melhor planejar ao menos cinco dias para a sua viagem.

Compre passagens aéreas a preços promocionais neste link!

Como é a cidade de Munique na Alemanha?

Como é a cidade de Munique na Alemanha?
Fonte: Pixabay

Segunda cidade mais importante da Alemanha, atrás apenas de Berlim, a cidade de Munique mistura tradição e modernidade.

O transporte público é impecável, pontual e acessível, enquanto a educação oferecida nas escolas públicas locais está entre as melhores do mundo.

Os moradores também podem caminhar tranquilos pelas ruas de uma cidade com baixos índices de criminalidade e segurança eficiente.

Em contrapartida, Munich está entre as cidades mais caras para viver: uma pessoa precisa de, em média, 2.600 euros para custear aluguel, contas básicas, alimentação, transporte e lazer por mês.

A boa notícia é que a oferta de empregos é alta na região, pois várias empresas e grandes multinacionais estão instaladas na capital da Baviera, e o salário médio gira em torno de 3.000 euros (em janeiro/2022), de acordo com o site especializado Numbeo.

Qual o significado do nome Munique?

A palavra Munique, (ou Munich, em inglês, e München, em alemão), tem origem na palavra do antigo alto alemão “Munichen”, que significa “por monges”.

O nome faz referência às origens da própria cidade, já que a capital da Baviera foi fundada em 1158 pelo duque Henry Guelph, o Leão, sobre antigos terrenos que antes pertenciam a monges.

Promoção de hotéis em Munique no ElQuarto!

Comece a planejar sua viagem para Munique com economia agora mesmo: é só encontrar o hotel perfeito para a sua estadia entre as milhares de acomodações do ElQuarto!

Você só precisa digitar o destino que vai visitar e as datas da sua viagem para acessar preços exclusivos e opções com cancelamento gratuito na capital da Baviera ou qualquer outro destino.

Para garantir ainda mais comodidade e economia à sua viagem, você pode até pagar suas diárias online e em reais, sem a incidência de IOF.

Faça agora mesmo uma simulação gratuita e descubra que visitar a casa da Oktoberfest pode sair mais barato do que você imagina!

Modal LGPD Usamos cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar a navegação, você confirma estar de acordo com o uso de cookies.
Para mais informações consulte nossa política de privacidade.